terça-feira, 14 de abril de 2009


"Felicidade continuada sempre foi suspeita: mais segura é a entremeada, que tenha algo de agridoce, mesmo para a fruição. Quanto mais se atropelam as venturas, maior é o risco de resvalarem e levarem tudo de roldão. A sorte cansa-se de carregar nas costas o mesmo homem o tempo todo."

A Arte da Prudência, Balthasar Gracián

2 comentários:

Tâmara disse...

"A sorte cansa-se de carregar nas costas o mesmo homem o tempo todo."

Fecho com Balthasar!

Acácia disse...

"Assim que se apossa de nós uma felicidade nós nem por isso, neste mundo, a sentimos facilmente. É só depois que ela passou e que olhamos para trás que de repente sentimos -às vezes com surpresa- o quanto fomos felizes." (O Velho Zorba) A inconsciência deve pesar...