quarta-feira, 22 de julho de 2009


Os dias são fios de uma teia, da costura imprevisível de uma bandeira. Por mais que se planeje o destino, cada ponto é uma janela por onde avistamos caminhos. Por essas janelas passam balões carregando notícias, despejando cartas e fotografias, novas pessoas de ontem e hoje, relembrando vultos inesperados que ressurgem da última sombra de nossa memória. Por essas janelas fiam-se os dias...

wbl

2 comentários:

Tâmara disse...

Bendita janela...
E que mil bordados coloridos possam continuar passando...

beijo. mas, so um tá!
o outro eu vou guardar pro proximo post!..rs..

Acácia disse...

W, os teus dias deixam meus dias melhores. Tudo que eu poderia dizer, esta no enorme novelo de carinho que sinto por ti, precisando, puxe. Obrigada por escrever! Beijos, Acácia.