quinta-feira, 3 de setembro de 2009


VOO NOTURNO

No pedaço de lua
que a tua pele ilumina,
é seda e perfume o teu relevo de estrelas.
Em tua geografia todos os pássaros se vestiram de branco
para que em tuas dunas eu erguesse a minha bandeira.

São milhares de luas as curvas que te recriam,
e apenas a tua lembrança
já acende a minha alegria.
(A minha fome velava
enquanto tu dormias,
pois no descanso da festa
o teu silêncio também era poesia.)

No pedaço de lua
que a tua pele acende como uma asa de fogo,
eu guardo a volta e o desejo do meu pouso.

wbl

2 comentários:

Carol Mioni disse...

Apaixonado e apaixonante!

Tâmara disse...

Enfeite-se,dance,ria. Jamais conseguiremos atirar o amor pela janela - Diz Rimbaud